#FALADAY

#FALADAY | ALGUNS PENSAMENTOS MEIO SOLTOS.

Olá Oláaar!

Por Thaís Alves Coelho

Superar a bad é algo que está em todos os lugares da internet né? São tutoriais de como superar uma situação difícil, rs. Engraçado que, as vezes eu penso que de fato tem coisas que não são feitas para serem superadas entende? Acho que na maioria das vezes não é sobre superar, e sim o fato de passar por isso, e continuar seguindo em frente.

Na minha concepção, acho que seguir em frente e superar são coisas bem diferentes e que não se cruzaram ainda, pra mim, a mesma linha. Eu sou uma pessoa que acaba se importando demais com coisas que pra todo mundo é simples e pequeno, o que faz com que ninguém entende o motivo de você ainda está assim, e se sentir assim sobre alguma situação pois bem… você seguiu em frente.  E as pessoas confundem o fato de seguir, superar e esquecer.

Por Thaís Alves Coelho

É claro que a gente segue, a vida não para por estarmos tristes, por ter perdido alguém, por ter tido alguma decepção.. Ela segue, e a gente enquanto estiver nesse mundo segue com ela. A gente acorda todos os dias, toma café, estuda, trabalha, conhece pessoas, se estressa, chora, ama, e até se diverte de vez enquanto. Mas isso não significa que esquecemos o que passamos, e que tal coisa ainda pode afetar e causar alguma dor. Só significa que estamos vivos, e acompanhando a vida, e acordando e fazendo coisas todos os dias. E cara, tá tudo bem.

Não é porque você não esqueceu de fato, tal situação que passou pela sua vida que você seja uma pessoa fraca ou qualquer outro adjetivo dese gênero. Cada um tem o seu tempo, e tá tudo bem. Um hora você vai lembrar disso de uma forma que não te afete, e talvez possa até tirar coisas boas disso tudo, pra mim isso é de fato superar sabe?! Não se pressione a superar ou esquecer tal coisa ou alguém pois as pessoas a sua volta dizem que isso é o que deve ser feito, ou te julgam pelo fato de não ter conseguido atingir esse “nível de superação” ainda.

Por Thaís Alves Coelho

Nós não estamos aqui para agradar, estamos aqui para sermos nós mesmos. Eu particularmente, não quero esquecer nenhuma fase da minha vida e dos meus danos. Essas bads que fui obrigada a passar são o que fazem de mim quem sou hoje, e se tornaram aprendizados para não passar por isso novamente, ou para ser alguém melhor, ou qualquer outra coisa.

E sobre superar, as vezes penso que tem coisas que acontecem com a gente que tem marcas tão profundas, que acaba batendo aquela badzinha sabe? E isso não significa que eu fracassei, e que vou parar. Só significa que eu sou humana, tem certos pensamentos que me afetam e eu não estou lutando comigo mesma. Afinal, todo mundo tem seu dia bom e dia ruim.

Por Thaís Alves Coelho

Prazer, eu sou Dayane. Sentimental, que sofre o mundo por coisas pequenas ou que já deveriam ter sido “esquecidas”, guardo datas, lembro de pessoas do passado e continuei vivendo. E tá tudo bem!

Beijos, e até o próximo post!

6 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *